Tratamentos Prevenção Contra o Mau Hálito – Halitose

O que é ?

O mau hálito, ou halitose, é o odor desagradável exalado pela boca. Não é exatamente uma doença, mas é um sinal de que algo não está bem no organismo. O problema pode ser causado por vários fatores, fisiológicos ou patológicos. Uma pessoa com mau hálito, normalmente é o último a saber. Isso se deve a fadiga olfatoria, ou seja, o epitélio olfatorio e o tecido responsável por “interpretar” os odores, se adapta rapidamente ao hálito próprio. Para saber se é portador de halitose, a melhor forma é perguntar como está seu hálito a uma pessoa da sua confiança.

O mau hálito atinge 35% dos brasileiros. São pessoas que precisam ir ao dentista, o primeiro profissional de saúde que, nestes casos, deve ser consultado. Se for constatado que o problema não é odontológico, o paciente será encaminhado a um médico. No tratamento da Halitose a integração entre as áreas médica e odontológica é de fundamental importância.

A halitose não pode ser explicada por um único mecanismo. Muitas vezes, é causada por múltiplos fatores. O estresse pode provocar o mau hálito, pois provoca a redução do fluxo salivar, comprometendo assim, a autolimpeza bucal e favorecendo a formação de saburra placa bacteriana que se forma na superfície da língua. A saburra se caracteriza por um material viscoso esbranquiçado ou amarelado, que diminui o poder de limpeza natural da saliva e também reduz suas propriedades antimicrobianas naturais. Em 96% dos casos, o mau hálito se deve a presença de saburra.

Alguns hábitos alimentares também favorecem o mau hálito, nomeadamente o consumo excessivo de frituras e temperos fortes e alimentos gordurosos. Cigarros e álcool também são fatores de risco. Tratar a halitose é importante, pois indiretamente significa prevenir problemas bucais (cárie, doença periodontal, xerostomia), assim como certas doenças sistêmicas (pneumonia, gastrite, ataque cardíaco, nascimento de prematuros).

A prevenção é a medida mais eficaz e a principal forma de tratamento. Devem-se tomar os cuidados com alimentação e higienização. E consultas periódicas ao dentista são essenciais. A halitose tem cura, desde que todas as causas sejam diagnosticadas e que o paciente tenha consciência do seu importante papel na manutenção do resultado. A halitose pode provocar graves prejuízos na vida pessoal e profissional do paciente, em resultado da dificuldade de se relacionar com as pessoas. Por isso, o portador de halitose se toma uma pessoa retraída, insegura, com baixa autoestima.

O Hospital Odontológico Jório da Escóssia oferece o melhor e mais completo tratamento para livrar o paciente deste mal e devolver-lhe a saúde bucal e a autoestima.

Pra quem éindicado ?

Para saber se é portador de halitose, a melhor forma é perguntar como está seu hálito a uma pessoa da sua confiança.

Como é feitoo tratamento?

O Hospital Odontológico Jório da Escóssia oferece o melhor e mais completo tratamento para livrar o paciente deste mal e devolver-lhe a saúde bucal e a autoestima.

Responsáveis pelo Tratamento

Dra. Célia Kawano

Dra. Célia Kawano

Saiba mais

Outros Tratamentos